Elite Blog

FILTRAR AS CATEGORIAS

CHENONCEAU – O CASTELO DAS DAMAS

07/03/2019

Localizado no município de Chenonceaux na região do Vale do Loire, este é um castelo de inigualável beleza e um dos mais visitados e admirados na França. É também conhecido como o Castelo das Damas por ter sua história associada a mulheres importantes.

Foi construído sobre o rio Cher em uma ponte que o atravessa e faz com que seu reflexo nas águas seja um espetáculo a parte.

Com uma distinta arquitetura ao estilo Renascentista Francês, além de salas e cômodos decorados com requinte e totalmente mobiliados, possui uma vasta coleção de pinturas de grandes mestres e uma rara coleção de tapeçarias de Flandes do século XVI. A visita inclui ainda um passeio ao ar livre em um parque de 70 hectares e um museu de cera que reproduz cenas da história do local e de seus personagens ilustres.

Se você está planejando um passeio pela região do Vale do Loire, este é um lugar indispensável para incluir em seu roteiro. 



A HISTÓRIA


A propriedade foi adquirida em 1513 por Thomas Bohier e era inicialmente uma fortaleza medieval com um moinho. Thomas destruiu as antigas construções e começou o projeto deste belíssimo castelo.

Como era muito ocupado, quem se encarregou de supervisionar a construção foi sua esposa, Katherine Briconnet - a primeira mulher que exerceu grande influência sobre a história deste local.

Em 1533, a propriedade foi confiscada pelo rei Francisco I e passou para as mãos da coroa francesa, sendo posteriormente herdada por seu filho Henrique II, que presenteou sua amante, Diana de Poitiers, com o castelo.

Completamente apaixonada pelo local, Diana realizou várias ampliações e melhorias no palácio, mas acabou por ter que deixá-lo quando o rei faleceu. Em seu lugar, permaneceu a rainha Catarina de Médicis.

A rainha gostou da reforma realizada por Diana, portanto manteve suas intervenções e deu continuidade ao projeto com a ampliação dos jardins e parques, a construção dos estábulos e também imenso salão de dois andares sob a ponte do rio Cher - uma das características mais marcantes do local. Além disso, a rainha Catarina deu vida ao local, que se tornou conhecido pelas majestosas festas.

Com o falecimento da rainha em 1589, o castelo ficou nas mãos de sua nora, Louise de Lorraine, esposa de Henrique III, que viveu no local até sua morte, durante 11 anos, todos passados em luto pela morte recente de seu marido.

Entre os anos de 1601 a 1733, o palácio passou por um período de abandono e decadência, sem ter a glória e a alegria de antes. Até que Claude Dauphine compra a propriedade e traz de volta a vida ao local.

Sua esposa, a madame Louise Dupin, foi a responsável por uma grande reforma no castelo e pela organização de reuniões que traziam a presença de artistas e intelectuais da época para o palácio, tais como Voltaire e Rosseau. Além disso, Louise Dupin é uma figura de grande importância histórica, pois ela impediu a destruição do local durante a Revolução Francesa.

Posteriormente o castelo caiu novamente no esquecimento e no abandono, sendo utilizado como enfermaria na Primeira Guerra Mundial e como uma passagem na Segunda Guerra Mundial. Depois de uma reforma organizada por Huber Menier, em 1951, ele foi finalmente aberto para visitação do público. 

INTERIOR

Chenonceau é certamente um castelo de conto de fadas e o seu interior faz jus à sua fama: é um cenário que inspira luxo e beleza. Totalmente decorado e mobiliado, ele preserva suas características originais e permite ao visitante sonhar com a época em que foi habitado por reis e rainhas.

Além dos detalhes de sua construção - colunas, teto, pisos, lareiras e etc. - e de todos os móveis e objetos de decoração, o castelo abriga ainda um acervo de pinturas de grandes mestres e uma seleção de Tapeçarias de Flandes do século XVI. E, para tornar os ambientes ainda mais encantadores, arranjos florais dão o toque final à decoração.

Veja a seguir algumas fotos e informações sobre os principais aposentos:

Vestíbulo: foi construído por volta do início do século XVI com um teto que representa a arquitetura renascentista. 

Capela: possui uma belíssima porta de carvalho que representa Cristo e São Tomé, teto em estilo renascentista com as janelas revestidas por vitrais coloridos, além de um relevo em mármore com a imagem da Virgem Maria e o Menino Jesus, inscrições nas paredes e pinturas com motivos religiosos. 


Quarto de Diane de Poitiers: com uma decoração primorosa, o quarto da amante de Henrique II possui algumas peças de Tapeçaria de Flandes, um quadro da Virgem Maria com o Menino Jesus de Murillo, uma luxuosa cama do início do século XVII e uma lareira esculpida por Jean Goujon. Observe as iniciais de Henrique II e Catarina de Médici (H e C) entrelaçados para formarem a letra D de Diane , uma homenagem do apaixonado rei à sua amante. Em cima da lareira pode-se observar também um quadro de Catarina de Médici. 

Quarto de Catarina de Médicis: decorado com uma série de tapetes que retratam a vida de Sansão e luxuosos móveis do século XVI. Possui ainda um quadro de Correggio “O ensino do amor” – pintado em madeira - do lado direito da cama. 

Grande Galeria: inaugurada em 1577 por Catarina de Médicis, possui um total de 60 metros de comprimento e 6 metros de largura, além de 18 janelas com vista para o rio que iluminam e embelezam o ambiente. Em cada um dos extremos, encontra-se ainda uma bela lareira. No segundo andar, os visitantes podem apreciar exposições de arte contemporânea.

Cozinha: Localizada no subsolo, possui a maior lareira do castelo e era utilizada para o preparo dos alimentos e também como sala de jantar para a criadagem. Este ambiente era unido a uma plataforma, de onde se podiam acoplar os barcos para o abastecimento de suprimentos e mantimentos. 

No local você poderá conhecer ainda a Sala das Guardas, a Biblioteca, o Gabinete de Catarina de Médicis, o Quarto de Louise de Lorraine, o Quarto das cinco rainhas, o Salão Francisco I, o Salão Luís XIV, entre outros aposentos.



PARQUE E JARDINS  

Ao entrar na propriedade de Chenonceau, o visitante já poderá admirar a belíssima área verde: uma alameda composta por grandes árvores dá boas vindas a todos e marca o trajeto até o castelo.

À direita da Torre dos Marques encontra-se o Jardim de Diane de Poitiers, um local majestoso que impressiona por seu tamanho e beleza. Delimitado por muros enfeitados com vasos de flores, o encantador jardim possui estilo francês e é dividido em oito gramados em formato de triângulo, com desenhos em espirais no centro e arbustos e flores no contorno. Além disso, possui uma bela fonte.

Já à esquerda da Torre dos Marques encontra-se o Jardim de Catarina de Médicis, com uma suntuosa alameda que possui 16 teixos (um tipo de árvore) durante o ano todo e 16 laranjeiras somente no verão. A decoração é baseada em cinco painéis de grama agrupados em torno de um tanque circular com 15 metros de diâmetro e ornamentados com diversas flores e aproximadamente 1500 pés de lavanda. Além disso, neste jardim podemos admirar belíssimas roseiras.

Os visitantes também podem percorrer um labirinto - uma reconstituição da época de Catarina de Médicis - com mais de 1. 500m² e aproximadamente 30 metros de altura. Ele pode ser acessado por cinco entradas, sendo que somente duas levam a um gazebo central de onde se pode ter uma visão do traçado do labirinto.

No complexo também é possível conhecer um Pátio de fazenda - um conjunto de construções do século XVI.

Também é possível desfrutar da calmaria de um jardim verde projetado por Bernard Palissy e composto por uma grande coleção de árvores.

E ainda temos o “Le Potager de Fleurs”, um jardim com aproximadamente 10.000 m² de onde saem todas as flores de Chenonceau, tanto as dos jardins, quanto as que decoram os cômodos do interior do castelo.

GALERIE DES DÔMES E MUSEU DE CERA



(Imagem: Site oficial www.chenonceau.com)

Consiste em uma homenagem aos cuidadores e feridos tratados no espaço utilizado como Hospital Militar, que foi instalado no castelo de 1914 a 1918.

Já o museu de cera reproduz algumas cenas importantes da história do castelo. 



PASSEIO DE BARCO 

Durante os meses de julho e agosto os visitantes podem ainda alugar um barco para realizar um delicioso passeio pelo rio Cher.



ESPETÁCULO NOTURNO 

Durante o verão, nos finais de semana dos meses de julho e agosto, os jardins podem ser visitados durante a noite, com iluminação nas áreas verdes e música clássica ao vivo, tocada pelo mestre Arcangelo Corelli.

Além disso, em alguns dias é possível participar de uma degustação de vinhos no local ou jantar no restaurante L’Orangerie, que oferece nestas datas um cardápio especial denominado "degustação sob as estrelas".

Os ingressos das atrações noturnas são vendidos à parte e possuem custos individuais. 



RESTAURANTES

Durante a visita é possível realizar desde um piquenique até uma refeição completa em uma das opções de estabelecimentos disponíveis no local.

- Piquenique: os visitantes podem trazer comidas e bebidas e desfrutarem de um delicioso piquenique em duas áreas localizadas próximas ao estacionamento, sendo uma delas coberta. Fique atento, pois não é permitido realizar refeições ao ar livre fora destas áreas reservadas para tal finalidade.

- Self-service: aberto a partir das 9h30 do início de março até o meio de novembro, oferece refeições quentes entre as 11h e 15h em um agradável ambiente que acomoda pessoas no interior do salão e em mesas externas.
- Crêperie: localizada próxima à entrada do castelo, esta lanchonete funciona diariamente do início de março até o meio de novembro e serve uma variedade de bebidas frias e quentes, bolos, doces, crepes e sanduiches.

- L’Orangerie: Aberto durante o almoço do início de março até o meio de novembro, oferece um menu requintado com opções de refeições completas incluindo entrada, prato principal e sobremesa. Também oferece opções para crianças.

- Salão de chá L’Orangerie: Aberto das 15h às 17h do início de março até o meio de novembro, oferece bebidas quentes e frias, comidas e doces típicos franceses. 



INFORMAÇÕES GERAIS 

- Endereço: 37150 Chenonceaux, França.

- Horário de Funcionamento: Aberto todos os dias do ano. De 01 de janeiro a 03 de fevereiro, das 9h30 às 17h. De 04 de fevereiro a 31 de março, das 9h às 17h30. De 01 de abril a 28 de maio, das 9h às 19h. De 29 de maio a 30 de junho, das 9h às 19h30. De 01 de julho a 31 de agosto, das 9h às 20h. De 01 de setembro a 30 de setembro, das 9h às 19h30. De 01 de outubro a 05 de novembro, das 9h às 18h30. De 06 de novembro a 12 de novembro, das 9h às 18h. De 13 de novembro a 31 de dezembro, das 9h30 às 17h.


Venha conhecer o Castelo de Chenonceau com a Elite Turismo!

A Elite Turismo te leva para um tour completo, exclusivo e personalizado, com transfer a partir do seu hotel em Paris, assessoria para compra antecipada dos ingressos e a possibilidade de contratação de um guia conferencista, para uma visita guiada com ainda mais informações sobre o local. Entre em contato conosco agora mesmo: clique aqui


RECEBA AS NOVIDADES!

Preencha o formulário e fique atulizado com as notícias e dicas do Elite Blog, e as novidades e promoções da Elite Turismo.

Contato

Ligando do Brasil

Reserve pelo Whatsapp

+33650174614

+33699661776

Ligando da França

0650174614

0699661776

Ligando da Europa

+33650174614

+33699661776